Sul da Patagônia

Janeiro, 2018 | escrito por Talita

A Patagônia sempre esteve na nossa #wishlist (minha e do Mozão). É o tipo de viagem que amamos fazer: perto de casa (América do Sul, EU TE AMO), barata (na verdade essa parte me decepcionou um pouco), com paisagens incríveis (de você achar que está em um sonho) e de aventura pura (prepare a perninha para muitas trilhas).

 

Apesar de não ter sido tão barata quanto imaginava, esse é um destino imperdível para amantes de natureza! A energia de lá é incrível e você volta renovado :)

 

Mas, cuidado! Ventos Patagônicos à vista...

QUANDO IR e quanto tempo ficar

Nós fomos em janeiro de 2018, verão Patagônico (Jan, Fev, Mar), e já passamos muito frio. Meu conselho é ir no verão mesmo, apesar dos preços ficarem mais salgados e as estações de esqui estarem fechadas (esquiar não era nosso foco nessa viagem) - o frio ainda é suportável e é possível fazer mais passeios ao ar livre.

Nosso roteiro incluiu tanto a parte argentina quanto a chilena:

Ushuaia +

Punta Arenas +

Puerto Natales +

Torres del Paine +

El Calafate +

El Chaltén

 

A viagem durou 17 dias, e acho que o ideal seria no mínimo 15 dias se você quiser curtir os dois países.

Pelo mapinha é possível ver o quanto a Patagônia é grande! Nos concentramos nas cidades do sul da região, mas tem outro tanto de cidades lindas nas outras direções. Se tiver um mês de férias aproveite para estender sua viagem!

sobre os gastos

Como viajamos na alta temporada e tivemos apenas um mês para organizar a viagem, fomos surpreendidos pelos valores. Definitivamente não é a viagem barata que eu imaginava, mesmo indo no estilo #lowcost

tirar a passagem, e escrever o valor ali em cima na descricão sobre os gastos

_________________________

 

TOTAL: COP 2.718.709

câmbio: COP 700 = R$ 1,00 

R$3883,87 + passagens

 

TOTAL: R$7299,73 | duas pessoas, 17 dias

Aéreo (RJ - Ushuaia | Aerolíneas Argentinas)

Hospedagem Ushuaia

Hospedagem Punta Arenas

Hospedagem Puerto Natales

Hospedagem Torres del Paine

Hospedagem El Calafete

Hospedagem El Chaltén

Passeio com Pinguins (PIratur)

Parque Nacional Tierra del Fuego

Torres del Paine

Minitrekking Perito Moreno

Ônibus Ushuaia - Punta Arenas 

Ônibus Punta Arenas - Puerto Natales

Ônibus Puerto Natales - Torres del Paine

Ônibus Puerto Natales - El Calafate

Aluguel de carro El Calafate - El Chaltén 

Total de comidas (aproximadamente) 

BRL 2.260 | por pessoa com taxas

BRL 940 | duas pessoas 5 diárias

BRL 177 | duas pessoas 1 diária

BRL 320 | duas pessoas 2 diárias

BRL 590 | duas pessoas 2 diárias

BRL 388 | duas pessoas 3 diárias

BRL 920 | duas pessoas 2 diárias

USD 200 | por pessoa

ARS 850 | por pessoa

CLP | por pessoa

​ARS 3.300 | por pessoa

​ARS | por pessoa

​ARS | por pessoa

​BRL | por pessoa

​BRL | por pessoa

​BRL | por pessoa

​BRL | por pessoa

o que conhecer

 

Ushuaia

O que posso dizer sobre essa cidadezinha da Patagônia Argentina chamada ‘Fin del Mundo’? Prepare-se para frio, vento e chuva!

 

Mesmo no verão, achei que fosse congelar no primeiro dia. A temperatura não é tão baixa, mas a sensação térmica cai muito com os famosos Ventos Patagônicos.

 

A cidade em si eu não curti tanto (achei com cara de cidade grande) e os restaurante são caros (+ ou - BRL 120/refeição para casal), mas vale a pena passar uns 3 dias para fazer os passeios!

 

Ahhh, os passeios!

 

Torres del Paine

Ah, Torres. Ainda sonho com vocês! Aqui começa nossa aventura na Patagônia Chilena. Na verdade, começou um pouco antes, pois você passa por algumas cidades antes de chegar ao Parque Nacional Torres del Paine, que fica na Região de Magalhães.

Saindo de Ushuaia passamos por duas cidades - Punta Arenas (odiei) e Puerto Natales (amei) -, tudo de ônibus. Não acho que valha a pena alugar carro nessa parte da viagem. A paisagem é bonita, mas nada demais, e são muitas horas de viagem.

 

Dicas: Compre a passagem de ônibus saindo de Ushuaia pela internet e com antecedência! Quase ficamos sem ônibus devido à grande procura (adrenalina pura).

E não perca tempo parando em Punta Arenas, a cidade é feia, carinha e você perde tempo à toa. Encare mais algumas horinhas no buzão e vá direto para Puerto Natales.

 

Puerto Natales é a cidade base para ir até o Parque Torres del Paine (são umas 3 horas de ônibus de Puerto até o Parque), e é nela você fará todos os preparativos necessários.

 

São diversas formas de conhecer o parque! Depende muito do gosto de cada um. Como é um lugar muito concorrido, sugiro organizar tudo com muita antecedência, pelo menos uns 6 meses antes (nós só tivemos um mês, imagina).

 

Quando começamos a nos organizar, vários acampamentos do Circuito W (circuito de trekking mais famoso do Parque) já estavam esgotados, o que impossibilitaria o circuito. Então, resolvemos ficar 3 dias no Acampamento Central e fazer pelo menos a trilha para as Torres (maior atrativo do parque). Se tiver mais tempo, dá para fazer várias outras trilhas. Fica a seu critério!

 

Dica: Quando fechar a reserva do camping no site (reservamos no Fantástico Sur), verifique o que a reserva te dá direito.

O Mozão perguntou se dava direito a barraca, mas ninguém respondeu. Alugamos tudo em Punta, levamos peso e chegamos lá e a barraca já estava preparada. Queria matar um! Foi dinheiro jogado fora, ainda mais com a grana curta.

Fora isso, alugamos também coisas de cozinha (cozinhamos toda a nossa comida – arroz e tomate todos os dias). Isso tudo na loja da Lili Patagonico's (super indico) em Puerto.

 

El calafate

Fofa! É a primeira palavra que me vem a mente.

 

Fomos para El Calafate especificamente para conhecer o Perito Moreno. Mas a cidade me encantou. Ela é basicamente uma rua principal cheia de restaurantes e lojinhas, com um clima de cidade pequena. Na chegada, você já pira nos lagos azul turquesa. Sim, o azul turquesa mais lindo que eu já vi.

Foi do aeroporto de El Calafate que pegamos nosso vôo para casa no final da viagem! 

 

El chaltén

Minha cidade preferida da viagem! Eu fiquei APAIXONADA por El Chaltén. Se pudesse voltar no tempo, com certeza teria ficado menos dias em Ushuaia e mais dias em El Chaltén. A parte legal é que posso dar essa dica preciosa para vocês! E quem sabe, um dia eu não volto? Vontade não falta!

 

O que falar desse lugar?

 

Primeira coisa, alugue um carro para o trajeto El Calafate - El Chaltén. Ficamos bem na dúvida se o investimento valeria. Já era o fim da viagem e estávamos apertados (ficou para o cartão de crédito).

 

Mas valeu, se valeu, mais que valeu!

 

A estrada é bastante sinalizada, e é tanta beleza que, ao invés de demorarmos as 3 horas (esperadas/programadas), levamos umas 4 horas e meia. A todo momento eu pedia para o Lindo parar o carro. Queria admirar com calma, tirar fotos, olhar de pertinho.

 

São vários lagos daquele azul turquesa de El Calafate, montanhas maravilhosas e, conforme você vai chegando perto, a estrada fica com o lindo Fitz Roy de fundo. Apesar dos ventos de 90 km/h (não estou exagerando), paramos e saímos do carro diversas vezes e tiramos fotos lindas!

 

Chegando na cidadezinha, que mais parece um vilarejo, já é possível sentir o clima aconchegante do lugar. Conhecida como a capital argentina do trekking, El Chaltén vai sem dúvida conquistar seu coração.

 

É tão pequena que é possível fazer tudo a pé. E o melhor de tudo: muitos passeios gratuitos à disposição!

 

O que não falta são trilhas e mais trilhas, lagos e até mesmo cachoeiras. Tire alguns dias para aproveitar tudo de melhor que esse paraíso tem a oferecer.

Dica: Para quem vai fazer qualquer trilha em El Chatén (não somente a do Fitz Roy), passe antes no ‘Centro de Visitantes del Parque Nacional’. O Centro fica logo na entrada da cidade e lá você encontra todas as informações necessárias sobre o lugar. Você pode tirar dúvidas, assistir a apresentações e aprender um pouco mais sobre a história da região e suas maravilhas.