fonte: Jacada Travel

parque tayrona

Julho, 2014 | escrito por Carla

Confesso que o que me fez querer conhecer o Parque Tayrona foi essa foto aqui em cima.​

Dormir em um bangalô no meio da floresta e acordar de frente pro mar (caribenho) em um parque nacional? O que mais eu quero da vida?

 

Acabou que se hospedar aqui não coube no nosso orçamento (tivemos que escolher entre as ecohabs, como são chamados esses bangalôs, e o Coralina Island, nos arredores de Cartagena), mas mesmo assim o parque já tinha ganhado meu coração.

 

Vou tentar descrever pra vocês: é uma mistura de praias banhadas pelo mar do caribe (não tão transparente quanto Playa Blanca e Isla del Rosario), vegetação virgem e quase intocada, milhares de lagartos verde limão, muitos mochileiros e trilhas!

O jeito mais fácil de chegar é por Santa Marta (5h de Cartagena). Nós fomos de ônibus, pela MARSOL. Descemos no caminho, em uma das entradas do parque chamada El Zaino.

Na entrada, você paga o ingresso, revistam suas mochilas (não pode entrar com sacos plásticos por causa das tartarugas, por exemplo) e dali pode escolher se prefere caminhar os 5km de estrada até o começo da trilha ou se pega a van do parque. Pegamos a van, esse começo não é bonito e ainda tinha bastante caminhada depois. Indico fazer o mesmo, principalmente se você estiver de mochilão (e não pagar pelos cavalos de carga oferecidos). 

QUANDO IR e quanto tempo ficar

Faz calor o ano todo! Fomos em julho e estava bem quente, mas como ali a proposta é curtir o mar, nada mal, né? 

Sugiro ficar pelo menos 3 dias, primeiro porque tudo que você conhece lá é a pé. Segundo porque o clima é tão gostoso e as praias tão deliciosas, que vale a pena curtir cada cantinho com tranquilidade.

onde ficar

São 4 opções pra dormir dentro do parque:

 

1 - Ecohabs Tayrona Park. Cabanas super charmosas, de frente pro mar, combinadas com um serviço de restaurante e SPA. Se seu budget não for limitado (as diárias custam em torno de USS 300), pronto, feche lá de olhos fechados. Elas ficam na praia de Cañaveral, a uma trilha de 45min da entrada de El Zaino (ou basta pegar a van do parque que te deixa no estacionamento do hotel/ restaurante).

 

2 - Cabanas de madeira (com camas) junto aos campings. Ou na praia de Arrecifes ou no Cabo San Juan del Guia. A diferença entre as duas: Arrecifes é uma praia proibida para banho, mas é o camping mais perto da entrada de El Zaino. Lá a estrutura é mais completa também (nos falaram que os banheiros de Cabo San Juan por exemplo estavam bem ruinzinhos, em Arrecifes eles eram ótimos). Cabo de San Juan é uma praia super gostosa, perfeita pra quem quer tranquilidade. Existe a possibilidade de reservar antes, quando chegamos nenhuma estava disponível. São poucas, então reserve com antecedência.

 

3 - Barracas de camping (ou suas ou alugadas). Se for alugar, faça com antecedência também.

 

4 - Redários. Ou na praia de Arrecifes ou no Cabo de San Juan. Nós dormimos no redário da praia de Arrecifes. Da entrada até lá são 4km. A caminhada passa por praias e por trilhas mais fechadas. Confesso que a gente só escolheu essa opção porque as cabanas e barracas já estavam esgotadas, mas no final a experiência foi super positiva. Eles tem vestiários enormes e super limpos, mesas de pic nic, mosquiteiros e armários. Foi barato e confortável. Indico! Ah, mas eu ficaria no redário do Cabo de San Juan, o redário lá fica em cima de uma encosta de frente pro mar!

 

Dicas: Eles só aceitam dinheiro, então vá preparado. Leve comida, snacks e água, lá dentro tudo é mais caro. 

Dormir em Taganga também pode ser uma opção. Minha sugestão, dormir em Taganga, pegar uma mochila menor para dormir 1 ou duas noites no parque, assim você fica mais leve nas caminhadas! Tem barco Taganga - Cabo San Juan del Guia.

 

o que fazer

Nós entramos por El Zaino, dormimos em Arrecifes, e rodamos as trilhas até Cabo de San Juan del Guia. Pro lado esquerdo não conhecemos nada porque só ficamos duas noites. Como não conseguimos conhecer tudo que queríamos, ainda está na nossa #wishlist: Playa Crystal, Bahia Concha, Bahia Chengue, Bahia Cinto e a trilha até Pueblito (um sítio arqueológico com ruínas de terraços do povo tayrona, que viveu na região até pouco depois da chegada dos espanhóis).

 

cañaveral

É a primeira praia que você encontra quando entra pelo mesmo acesso que nós, El Zaino (no mapa dá pra ver pelo quadradinho laranja). É ali que ficam as Ecohabs lindas que falei lá em cima.

O hotel tem estrutura de apoio na praia, cadeiras e guarda sóis, além de restaurante e SPA, mas a praia em si tem o mar bem agitado.

 

arrecifes

Apesar de ser proibida para banho por conta de o mar ser meio revolt, é a praia com melhor estrutura dentro do Parque. Lá tem camping, cabanas de madeira, redário (com uma estrutura bem legal, como falei ali em cima) e restaurante. 

 

la piscinita

São duas praias: La Piscina e La Piscinita. Uma fica pro lado direito de Arrecifes e a outra pro lado esquerdo, sentido Cabo de San Juan. Confesso que as fotos se misturaram e já não sei qual é qual, mas sugiro que você vá nas duas. São bem gostosas!

 

cabo san juan del guia

Nós dormimos em um redário na praia de Arrecifes, de lá até Cabo de San Juan são 40min de trilha. Paramos na praia La Piscina para relaxar um pouco antes de continuar.

O Cabo de San Juan é a praia mais visitada entre os turistas. Tem um bangalô super fofo entre uma parte da areia e outra, e o mar é uma delícia pra mergulhar.

Posts relacionados: