• Carla Avena

Projeto Tamar, Fernando de Noronha

Atualizado: 5 de Dez de 2018


Nós fomos a Noronha em julho de 2015 (veja aqui o post completo) e adoramos a programação do Projeto Tamar de lá. Além do ciclo de palestras ambientais gratuitas, tem várias atividades abertas ao público.


Sobre as palestras: Acontecem todos os dias à noite (na época que fomos era 20h) no auditório da sede, na Vila do Boldró.


São apresentadas por biólogos, pesquisadores e convidados e os temas são mega interessantes. Quando fomos, a agenda do Projeto estava assim:


2ª feira – Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha  3ª feira – As Tartarugas Marinhas e o Projeto Tamar 4ª feira – Golfinhos Rotadores 5ª feira – Vivendo Noronha 6ª feira – Tubarões Sábado – As Tartarugas Marinhas e o Projeto Tamar Domingo – Projeto Meros do Brasil


Nós assistimos as palestras sobre os tubarões e sobre as tartarugas marinhas.



A dos tubarões assistimos na véspera do mergulho na Baía do Sueste (ler mais) e foi a melhor coisa que podíamos ter feito.


Durante o mergulho nos deparamos com 2 tubarões razoavelmente grandes (um lixa e um limão) e eu só não entrei em pânico (sim, morro de medo!) por causa da palestra.


Segundo o curador do museu do tubarão em Noronha, Leonardo Veras (que palestrou pra gente), a ilha tem o ciclo de alimentação dos animais completo, então eles não precisam nos atacar em busca de alimento. Mas ele contou sobre alguns ataques a turistas que capturam animais pequenos para tirar foto (inclusive isso é crime ambiental e passível de multa).


Então quem tiver planejando a viagem, vale a pena incluir as palestras no roteiro! E quem tiver ido a Noronha recentemente e ouvido a palestras sobre tubarões, deixa aqui nos comentários informações sobre os ataques recentes. Ouvi dizer que em 2017 um tubarão atacou um surfista!


Sobre as atividades abertas ao público:

Entre dezembro e junho é possível acompanhar o monitoramento noturno das Tartarugas na praia do Leão, junto com a abertura de ninhos. Precisa agendar.


Todas as 2ª e 5ª feiras, é possível acompanhar a atividade de monitoramento de tartarugas marinhas, através de captura intencional para marcação e biometria.



Quem quiser mais infos: tamar.org.br

10 visualizações